whatsapp
27 Apr
  1. A VARIACAO E  preço médio da gasolina bateu recorde na última semana: R$ 7,27 o litro. Já o do diesel S10 foi o segundo maior valor da história: R$ 6,73.

  2.  Os dados são da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). 

  3. Os valores consideram toda a série histórica dos dois produtos, desde 2004 para a gasolina comum e desde 2012 para o diesel S10, quando a sua comercialização passou a ser obrigatória. 

  4. O diesel S500, até então muito usado no país, hoje só é usado em menor escala, em caminhões fabricados antes de 2012...


  5. O recorde anterior da gasolina foi entre 13 e 19 de março, quando a Petrobras reajustou o combustível nas refinarias em quase 19%. Já o do diesel continua sendo o dessa semana, depois do reajuste de quase 25% pela petroleira.

  6.  O maior preço unitário – e não a média – para a gasolina encontrado pela ANP nos postos foi de R$ 8,60 o litro. 

  7. Foi a 3ª maior máxima encontrada desde 2004. 

  8. Os recordes anteriores, de R$ 8,95 e R$ 8,77, tinham sido em março, respectivamente nas semanas seguinte e anterior à dos reajustes das refinarias. A escalada dos preços dos combustíveis deve continuar.

  9.  Não há uma o reajuste acumulado nas refinarias da Petrobras, tanto para a gasolina quanto para o diesel, foi o 2º maior desde 2002, quando foi concluída a abertura do mercado de refino. 

  10. Esse resultado no penúltimo ano do governo Jair Bolsonaro se deve a diversos fatores, como a ausência de controle de preços pelo governo – como fizeram as gestões petistas – e o próprio aumento fora da curva decorrente da reabertura das economias, em todo o mundo, com o arrefecimento da pandemia do coronavírus. e a crise mundial do capitalismo



Comments
* The email will not be published on the website.