whatsapp
02 Sep

Na Paraíba botijão de gás pode custar R$ 110,00

A Petrobras já anunciou que o gás vai ser reajustado mais uma vez, ainda este mês


  1. O preço do botijão de gás aumentou mais uma vez. Agora passa  a custar R$ 110,00, no estado da Paraíba. Este reajuste é o oitavo só este ano."Tá difícil viver no Brasil, tudo aumenta, menos nosso salário", diz Ana de Sousa, moradora do bairro de Mangabeira. O aumento, segundo o Sindicato de Revendedores de Gás GLP, se dá em virtude da inflação e por causa do reajuste no salário dos funcionários da categorias.Em João Pessoa, é possível comprar o botijão de 13kg, o de uso doméstico, por R$ 105,00, à vista e R$ 110,00, a prazo."Se continuar assim, vamos ter que cozinhar à lenha. Se juntar o preço da comida e do gás, dá quase meu salário todo", lamentou a moradora, e com razão, já que, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e de Estudos Socioeconômicos (DIEESE), o preço da cesta básica em João Pessoa, está em R$ 495,76, somados aos R$ 110,00 reais do gás, chega a mais da metade do valor do salário mínimo de um trabalhador.Segundo a economista Ana Cristina Mélo a política cambial adotada no atual governo, de câmbio flutuante, significa dizer que é a oferta e a procura por moeda estrangeira que determina o valor do câmbio, e não o Estado."O fato é que quando há essa total liberdade no valor do câmbio, os preços dos produtos importados e exportados podem subir e o governo nada faz para regular essa situação. Um exemplo bem recente e próximo a nós é a alta nos preços da carne, que é bastante influenciada pelo alta do dólar. O produtor de carne, ao observar o dólar alto, se interessará mais em produzir para exportar, do que vender internamente (pois lucrará mais), assim, com pouca quantidade de carne disponível para ser consumida internamente, seus preços subirão.", afirma. acrescenta que a desvalorização do real frente ao dólar influencia no aumento dos preços de outros produtos também, e essa situação diminui o poder de compra dos trabalhadores brasileiros."Uma vez que seus salários foram reajustados em uma porcentagem menor que a inflação. E ao vermos o valor da cesta básica subir cada vez mais, e o governo afirmar que os preços se ajustarão naturalmente, não dá para esperar que no longo prazo tudo tenderá ao equilíbrio enquanto vemos milhões de brasileiros passando fome", explica a economista. Apesar dessa sobrecarga no aumento dos preços do botijão, a Petrobras já anunciou que o gás vai ser reajustado mais uma vez, ainda este mês, dessa vez, por causa da alta do dólar.

Comments
* The email will not be published on the website.