whatsapp
26 Dec

Não há espaço fiscal para aumentar Auxílio Brasil, diz Ministro Ciro Nogueira nunca havera um espaco para as questoes Sociais  no Brasil o modelo como sempre e o mesmo.


O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI), disse que o governo "não leva a sério" a possibilidade de elevar ainda mais o benefício de R$ 400 previsto pelo Auxílio Brasil. 

Segundo ele, não há espaço fiscal para subir o tíquete do programa de transferência para o patamar dos R$ 600, como chegou a ser discutido nos últimos dias.
"Ninguém leva essa discussão a sério. Ninguém sério acha que a gente tem espaço fiscal para além dos R$ 400. Isso [benefício] foi um esforço tremendo do presidente da República. 

E esse esforço foi fundamental. Não tem a menor perspectiva de aumentar esse valor, que já é significativo. 

Nós mais do que dobramos o valor do [antigo] Bolsa Família. Não tem a menor perspectiva.

 Não trabalhamos com esse cenário", disse.
Ciro Nogueira foi questionado, então, se houve algum pedido neste sentido por parte do ex-deputado Valdemar Costa Neto (SP), que foi cassado após prisão por envolvimento no mensalão do PT e se aproximou recentemente do presidente Jair Bolsonaro. "

Eu queria que o Auxílio Brasil fosse de R$ 1000, mas não podemos. Chegamos no nosso limite com os R$ 400. Te dou minha palavra, nunca teve pedido do Valdemar para elevar o benefício", respondeu.
O ministro comentou também a situação da base aliada do governo no Congresso. 

Segundo ele, apesar de ter mais dificuldades junto aos senadores, o Executivo não sofreu nenhuma derrota em votação na Casa.
"Temos uma base bem mais sólida na Câmara. 

O Senado é dividido, tem a possível candidatura à Presidência do próprio presidente [Rodrigo Pacheco]. De qualquer forma, o governo não teve nenhuma derrota no Senado.

 A privatização dos Correios está parada, a reforma do Imposto de Renda não foi votada, infelizmente, mas o que foi votado até agora o governo ganhou",

Comments
* The email will not be published on the website.