whatsapp
26 Feb

O Kremlin afirma que a Ucrânia se recusa a realizar negociações

  1. Moscou decidiu retomar o avanço de suas tropas, suspensas enquanto se aguardam as negociações.

  2. O lado ucraniano se recusou a negociar com a Rússia, disse o porta-voz presidencial russo, Dmitry Peskov, neste sábado."Ontem, em conexão com as negociações previstas com a liderança ucraniana, o Comandante Supremo, o Presidente da Rússia, ordenou a suspensão do avanço das principais forças das tropas russas", disse o porta-voz a repórteres, afirmando que os confrontos que ocorreram lugar na sexta-feira foram realizados "com grupos móveis de nacionalistas"."Como, de fato, o lado ucraniano se recusa a negociar, o avanço das principais forças russas foi retomado esta tarde, de acordo com o plano da operação", continuou.

    Resposta ucraniana

    Por sua vez, Alexei Arestovich, assessor do Gabinete do Presidente da Ucrânia,

  3. ao jornal ucraniano Straná que Kiev rejeitou as negociações.

    Sim. A Ucrânia recusou-se a negociar. Porque as condições que o lado russo alterou por meio de intermediários não nos satisfazem. Foi uma tentativa de nos forçar a nos render. Demos-lhes um sinal de que os termos de um possível tratado de paz são possíveis nos termos de Kiev, e não nos de Moscou,

    disse Arestovich, que chamou as condições apresentadas por Moscou de "muito arrogantes"." Vamos negociar nas condições que apresentarmos e não elas ", afirmou.Cerca de uma hora depois, o chefe do Gabinete do Presidente da Ucrânia, Mikhail Podoliak, culpou o Kremlin por "tentar bloquear as negociações antes mesmo de elas começarem"."A Ucrânia ouviu a posição de negociação delineada em Moscou. Eles conhecem nossa visão do formato de negociação e nossa posição. Portanto, seus comentários de que supostamente abandonamos as negociações são apenas parte de suas táticas",  A  disse ele.

    "Está claro que é necessária uma abordagem diferente. As negociações devem ser baseadas no bom senso e de tal forma que uma solução honesta possa ser encontrada no interesse do povo e do Estado-nação da Ucrânia", observou Podoliak. Da mesma forma, chamou de "mentira" as palavras de Peskov sobre o suspense da operação e afirmou que nesta sexta-feira e no início da manhã de sábado "houve combates cruéis, com intensidade máxima".Na madrugada desta sexta-feira, o presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky,

  4. que estava disposto a negociar para interromper a operação militar russa no país. Na tarde do mesmo dia, Peskov que as autoridades ucranianas não estavam cooperando com Moscou na preparação de negociações bilaterais, aumentando sua capacidade de repelir as tropas russas na própria Ucrânia. Finalmente, na noite de sexta-feira, o porta-voz presidencial da Ucrânia, Sergei Nikiforov, .

  5. Kiev aceitou a proposta de Moscou de realizar negociações, acrescentando que seu país está disposto a falar sobre um cessar-fogo e paz.

Comments
* The email will not be published on the website.