whatsapp
14 Aug

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) parece seguir a cartilha de Donald Trump ao mobilizar esforços para desacreditar o sistema eleitoral, mas, na visão do professor de Relações Internacionais Benjamin Teitelbaum, o brasileiro tem mais chances de sucesso do que o ex-presidente americano.

A IDEIA E RETRIBUIR A MESMA AGENDA DO FRACASSO E DAS ELEICOES  UMA TAREFA PARA MUDAR A CABECA DO POVO E CONFUNDIR A PERCA  das eleicoes Bolsonaro e  uma ameaça mais concreta à democracia que Trump. Para ele, o presidente brasileiro parece ter uma estratégia mais elaborada, semeando um ano antes da eleição a ideia de que as urnas eletrônicas poderiam ser fraudadas.Quando Trump se viu diante da iminente derrota na eleição de 2019, ele começou a fazer, sem provas, acusações de fraudes e erros na contagem dos votos. O sistema de votação americano é em papel. Em 2018, Bolsonaro já lançava dúvidas sobre a segurança do sistema brasileiro, que é eletrônico. Mas, neste ano, reforçou os ataques às urnas eletrônicas, incentivando protestos e sugerindo que, se o sistema não for mudado, pode não haver eleição no ano que vem.

STEVE BANNON AINDA JOGA TODAS AS CARTA PARA QUE O PODER VOLTE PARA DIREITA DEPOIS DA DERROTA MASSIVE DE TRUMP E POR INVESTIMENTOS NO BRASIL E ESQUEMA COMO O DONO DA MY PILLOW 

"Acho que os dois (Bolsonaro e Trump) tinham o objetivo de criar oportunidades de manobra diante de um eventual resultado eleitoral desfavorável. Mas, no caso de Trump, sinto que ele estava improvisando, não tinha um plano claro", disse. "No caso de Bolsonaro, há uma tentativa mais séria e sincera de gerar um clima de desconfiança na população. O que ele está fazendo não é tentar encontrar uma abertura legal para rejeitar um resultado eleitoral, mas sim criar um ambiente político, uma abertura política."

Steve Bannon saindo da corte de New York logo depôs da prisão 

Comments
* The email will not be published on the website.